Corpo de Rubens Ewald Filho é enterrado em São Paulo

Nesta quinta-feira, familiares e amigos prestaram as últimas homenagens ao jornalista em velório realizado na Cinemateca Brasileira

Facebook/ReproduçãoFacebook/Reprodução

atualizado 20/06/2019 16:30

O enterro do corpo do crítico de cinema Rubens Ewald Filho ocorre às 16h desta quinta-feira (20/06/2019),  no Cemitério dos Protestantes, na região central de São Paulo. Mais cedo, familiares e amigos prestaram as últimas homenagens ao jornalista em velório realizado na Cinemateca Brasileira, na Vila Clementino, Zona Sul.

O tradicional comentarista do Oscar morreu nessa quarta (19/06/2019), aos 74 anos. Rubens Ewald estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Samaritano, em Higienópolis, região central de São Paulo, desde o dia 23 de maio, devido a uma queda de escada.

Trajetória

Rubens Ewald Filho nasceu em Santos e se tornou o mais conhecido crítico de cinema do Brasil, principalmente por causa de sua atuação nas transmissões da cerimônia do Oscar.

O jornalista iniciou a carreira no jornal A Tribuna, em Santos. Depois, ele passou pelas redações do Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e Veja. Fora do papel de crítico, atuou em filmes, como As Gatinhas (1970).

Rubens Ewald Filho é um dos mais conhecidos críticos de cinema do Brasil, sendo lembrado pelas recorrentes participações nas transmissões de cerimônia do Oscar. Ele também atuava na curadoria de importantes festivais de cinema, como o de Gramado (RS).

O crítico desmaiou e caiu em uma escada rolante. A queda foi causada por uma arritmia cardíaca. Também assinou telenovelas, como Éramos Seis (1977), Gina (1978), Drácula, Uma História de Amor (1980). Trabalhou no SBT, na Globo, na TNT, na Record e na Band.

Últimas notícias