Atriz de Capitão América que matou a mãe passará por tratamento psiquiátrico

Justiça determinou que a artista tenha seu estado mental avaliado a cada 90 dias, o que determinará sua volta aos tribunais

atualizado 12/10/2021 12:29

mollie-fitzgeraldReprodução

A atriz Mollie Fitzgerald, que atuou no primeiro filme da franquia Capitão América: O Primeiro Vingador, passará por tratamento psiquiátrico antes da continuação de seu julgamento, marcado inicialmente para o fim de setembro deste ano. A acusada confessou ter esfaqueado a própria mãe, em 2019, por legítima defesa. O depoimento, no entanto, foi contestado pelas investigações.

Dois médicos, que avaliarem o estado psicológico de Fitzgerld, concluíram que a atriz não é capaz de ajudar seu advogado na defesa, além de não entender o que está acontecendo com ela. Com isso,  a Justiça a determinou que a artista tenha seu estado mental avaliado a cada 90 dias, o que determinará à volta dela aos tribunais.

Mollie Fitzgerald foi presa no final do ano passado, sob a acusação de ter assassinado sua própria mãe com golpes de faca. Ela foi detida na cidade de Olathe, em Kansas (EUA). O crime teria sido cometido em 20 de dezembro de 2019. A vítima, Patricia Tee Fitzgerald, tinha 68 anos.

Em depoimento à Polícia, a atriz afirmou que sua ação foi em legítima defesa. Patricia teria avançado em sua direção com uma faca. No entanto, o legista que examinou o corpo da vítima apontou que os ferimentos sofridos por ela não sustentavam esse relato. Quando foi encontrada, Mollie Fitzgerald estava com ferimentos na palma da mão e no bíceps. Contudo, mesmo após as investigações, as motivações para o crime ainda não estão claras.

Mollie teve uma pequena participação no filme Capitão América: O Primeiro Vingador. Nos créditos do longa-metragem, a artista é colocada como uma das garotas Stark. Ela também já trabalhou na direção e produção de outros filmes de menor orçamento.

0

Últimas notícias