Ameaçado por política, Paulo Betti convoca: “Temos que dar nosso voto”

O ator, frequentemente, fala sobre política em suas redes sociais e também vai às ruas contra o atual governo

atualizado 22/09/2022 18:28

Paulo BettiDivulgação

Paulo Betti sempre se posicionou politicamente em suas redes sociais e até já foi à manifestações contra o atual governo. Por conta disso, o ator já foi xingado e ameaçado por fazer oposição a Jair Bolsonaro (PL). Entretanto, durante a estreia de A Mulher Rei, o ator convocou a população para votar e falou sobre a sua expectativa para o futuro.

“Estou com uma expectativa positiva. Temos que ir para a luta eleitoral e convencer as pessoas a não terem medo de votar. O momento é de não se deixar abater pelo medo. Ninguém precisa se expor, mostrar faixas, mas temos que dar nosso voto. Estamos num processo de amedrontamento”, explicou, durante uma entrevista a Lucas Pasin, do Portal Splash.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

“Temos que ajudar nossos pais a votar, os avós, incentivar a ida às urnas. Com cautela, mas com coragem. É preciso ter coragem para vencer agora e acreditar na mudança”, afirmou Paulo Betti.

A Mulher Rei

Sobre o filme, que tem Viola Davis como protagonista, Paulo Betti contou que tem uma forte relação com a “negritude”. “Não tenho o lugar de fala do negro, mas também não ocupo o lugar de fala do branco. Meu lugar é, como diz Laurentino Gomes, que escreveu três livros sobre a escravidão, o de ‘atento’. Ele não tem lugar de fala, mas é atento, e eu estou nessa categoria. Sou um aliado”, explicou.

Por fim, o ator falou de sua criação em um quilombo. “Sempre tive, desde criança, uma ligação muito grande com a negritude. Fui criado dos 3 anos 20 anos num quilombo, em Sorocaba [São Paulo]. 90% da população daquele lugar era negro. Ali eu aprendi muita coisa. Ao longo da minha vida fui percebendo que tive oportunidades que eles não tiveram”, completou.

Mais lidas
Últimas notícias