Vídeo. Tiroteio em Uberaba causa pânico e deixa feridos

Imagens mostram homem preso ao capô de um carro usado pelos criminosos, com o veículo em movimento

Reprodução/YouTubeReprodução/YouTube

atualizado 27/06/2019 12:27

Ao menos três pessoas ficaram feridas durante um tiroteio no centro de Uberaba, em Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar do estado, houve uma tentativa de assalto a uma agência do Banco do Brasil e, na fuga, os bandidos trocaram disparos com policiais. De acordo com jornais locais, o crime ocorreu entre 4h e 5h30 desta quinta-feira (27/06/2019). Imagens que mostram a intensidade dos tiros e um refém preso ao capô de um carro, sendo usado como escudo durante a fuga, foram compartilhadas nas redes sociais.

A PM explicou que o grupo criminoso usou armas de grosso calibre na ação. Com caminhonetes, carros e caminhões, eles cercaram as principais ruas do Centro e a praça Rui Barbosa. Até por volta das 8h30, segundo o jornal Estado de S. Paulo, o motorista de um caminhão e uma criança eram mantidos como reféns na BR-262, no Triângulo Mineiro, entre as cidades de Uberaba e Araxá, momentos depois que os criminosos fugiram rumo à zona rural da região.

Um cerco foi montado na rodovia e a polícia negociava a rendição dos sequestradores. Os policiais procuram pela região outros integrantes da quadrilha que também participaram da troca de tiros em no centro de Uberaba.

Polícia Militar/ Divulgação
Cerco a criminosos que mantêm um caminhoneiro e uma criança reféns após troca de tiros com a PM

Escudo humano
A fachada de vários prédios foram atingidas pelos disparos. No Twitter, as pessoas relataram os momentos de terror e o intenso barulho dos tiros. Segundo imagens divulgadas em redes sociais, um homem foi amarrado no capô de um carro usado pelos criminosos, com o veículo em movimento. A PM ainda não confirmou como a vítima foi liberada.

Câmeras do sistema de monitoramento da região foram danificadas pelos bandidos. Duas viaturas do Corpo de Bombeiros, que estavam estacionadas em um quartel da Avenida 13 de Maio, também foram atingidas por tiros. Ainda não se sabe quanto dinheiro os criminosos levaram.

De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), 1,3 mil consumidores ficaram sem eletricidade porque o ataque causou danos na rede de energia elétrica. No entanto, ainda não se sabe se o dano foi causado pelos tiros ou se os suspeitos desabilitaram a rede como parte do plano para o assalto.

Últimas notícias