Vídeo mostra ambulante sendo agredido em frente a açougue antes de morrer

Vendedor recebeu soco no sábado (2/10), por ter reclamado do preço da carne e morreu no dia seguinte. Caso ocorreu em Alvorada, no RS

atualizado 06/10/2021 11:05

Ambulante morre após ser espancado por reclamar do preço da carneMaterial cedido ao Metrópoles

Imagens de uma câmera de segurança obtidas pelo Metrópoles mostram o momento em que o vendedor ambulante Wagner de Oliveira Lovato, de 40 anos, é agredido em frente a uma casa de carnes na cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre (RS).

As agressões ocorreram no início da noite de sábado (2/10). Wagner morreu no dia seguinte, no Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre.

O ambulante (camisa cinza) foi espancado por um funcionário do estabelecimento (verde) que estava de folga e por um amigo dele (listrada). Wagner teria reclamado do preço da carne. Os dois agressores estariam embriagados.

As imagens mostram que a vítima leva dois socos e cai desacordada, com a cabeça no chão. Em seguida, um dos agressores quase pisa sobre Wagner. Populares e outros funcionários do estabelecimento se aproximam do local para socorrer a vítima e evitar novas agressões.

O vídeo, obtido pelo Metrópoles, foi analisado pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS). As fortes imagens foram cedidas pelo açougue à corporação.

A Polícia Militar chega em cerca de dois minutos após o início das agressões. O funcionário da casa de carnes e o amigo dele foram presos.

“Na hora que ele [Wagner] cai, teve traumatismo craniano. Foi uma batida bem forte, mas ele só morreu no hospital mesmo, cerca de 24 horas depois”, relata o delegado Edimar Machado de Souza, em conversa com o Metrópoles, nesta quarta-feira (6/10).

Inquérito

Mais duas testemunhas ainda serão ouvidos pelos investigadores para esclarecer a discussão. O inquérito será concluído em seguida.

“Ninguém consegue falar com clareza quais foram os termos usados na discussão, mas o pessoal está explorando muito essa questão do preço da carne. Me parece que foi algo muito banal”, complementa o delegado.

Em nota, o Shopping das Carnes informou lamentar profundamente a morte do ambulante.

“Estamos adotando todas as medidas possíveis para auxiliar as autoridades na apuração das responsabilidades neste ato criminoso em frente ao estabelecimento em Alvorada. O funcionário envolvido neste episódio inaceitável, que não estava em atividade de trabalho no momento do crime, foi afastado pela empresa e está sob custódia da polícia”, ressaltou a empresa.

A casa de carnes assegurou que, desde o ocorrido, tem buscado contato com a família da vítima para dar o suporte necessário.

“Compreendemos o momento de dor e de reserva e respeitamos o tempo dos familiares. Estamos à disposição para que esse diálogo aconteça. Em respeito a Wagner de Oliveira Lovato e a sua família, a loja estará fechada nesta segunda-feira (4/10)”, completou, ao ressaltar que não tolera, nem admite, nenhum tipo de violência.

Últimas notícias