Vídeo: médico tem fetiche negado e agride transexual em quarto de motel

A vítima levou um soco e teve o nariz quebrado pelo suspeito. O homem foi preso em flagrante

atualizado 17/07/2020 11:06

Reprodução

Um médico foi preso por agredir uma transsexual após um programa, em Goiânia, nessa terça-feira (14/07). Na porta do motel onde estavam, ela conseguiu filmar parte das agressões enquanto recebia chutes do homem. De acordo com a Polícia civil, a briga começou quando a vítima, de 24 anos, se recusou a realizar um fetiche do cliente, que excedia o combinado. 

Por se recusar a realizar as vontades do homem, ela interrompeu o atendimento. Irritado, o médico de 39 anos deu um soco na mulher e quebrou o nariz dela, além de provocar outros ferimentos no rosto.

“Eles estavam em ato sexual e o médico pediu algo que a vítima não concordou. Então, deu um golpe de mata-leão nela, quebrou alguns mobiliários do quarto do motel. A vítima conseguiu correr seminua até a portaria para pedir socorro, foi quando a Polícia Militar prestou apoio”, disse o delegado Henrique Berocan, à frente do caso.

Em depoimento, a vítima disse que vestia a roupa para sair do local e foi empurrada contra a parede do motel enquanto o homem dizia que estava sendo filmada. Ele quebrou a televisão e a porta da suíte onde se hospedaram.

O agressor foi preso em flagrante. Após audiência de custódia, a Justiça decidiu que ele ficará detido até o caso ser avaliado.

Últimas notícias