Vídeo: jatinho com paciente grave sai da pista ao decolar em aeroporto de Goiânia

Aeronave transportava cinco passageiros, segundo o Corpo de Bombeiros. Testemunhas relatam aflição e desespero ao verem a cena

atualizado 28/09/2021 16:00

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – Uma aeronave de táxi aéreo saiu da pista após tentar decolagem, no início da tarde desta terça-feira (28/9), na área perto do Aeroporto Internacional de Goiânia – Santa Genoveva, na região sul da capital. Segundo o Corpo de Bombeiros, o jato de médio porte fazia o transporte aeromédico de uma vítima em estado grave. O piloto e cinco passageiros não se feriram.

Testemunhas contaram ao Metrópoles terem entrado em pânico ao verem a aeronave modelo Westwind III perder o controle e sair da pista. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que o avião ultrapassou o limite da pista no momento em que se preparava para decolar do aeroporto.

0

“Eu vi quando o avião desceu de barriga no chão e cobriu tudo de poeira. Nunca tinha visto uma cena daquela. Fiquei todo tremendo. Imagina quem estava dentro do avião”, contou o tapeceiro Iromar Oliveira, que passava pelo local no momento do acidente. “Lotou de gente ao redor do aeroporto. Se tivesse caído na BR-153, a tragédia teria sido maior”, disse.

Atendimento

A equipe de bombeiros da Infraero já está atuando no local. De acordo com a empresa, apesar de não haver feridos, a pista ficou interditada por 40 minutos e, após vistoria, foi liberada, às 12h47min, sem impactos operacionais.

Segundo o Corpo de Bombeiros, no momento em que a equipe de socorro chegou ao local, todos os cinco passageiros já se encontravam fora do avião e foram imediatamente conduzidos para uma área de segurança, nenhum com ferimentos graves.

Somente o paciente que estava sendo transportado necessitou de maiores cuidados. Por isso, de acordo com a corporação, a ambulância da seção foi utilizada para o transporte do médico, enfermeiro, copiloto e paciente para um hangar mais próximo onde puderam ser melhor avaliados.

A equipe médica de serviço de dia do Centro de Operações Aéreas também acompanhou para o caso. Foi feito o isolamento da aeronave e uma viatura de socorro ficou de prontidão para a necessidade de intervenção imediata em caso de qualquer princípio de incêndio.

Incêndio

Um caminhão do Corpo de Bombeiros fez a extinção de um pequeno incêndio que ocorreu na vegetação próxima à cabeceira, onde houve derramamento de querosene de aviação e depois retornou à Companhia de Segurança Aeroportuária, visto que as operações no aeroporto já haviam sido retomadas de imediato.

Ao todo foram utilizados aproximadamente 20 mil litros de água e 200 litros de LGE e onze bombeiros militares da Companhia de Segurança Aeroportuária atuaram na ocorrência.

O nome do paciente e do piloto não foram divulgados. A Infraero também não informou o local para onde o paciente foi encaminhado.

O Metrópoles não obteve retorno da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) até o momento em que publicou esta reportagem, para saber se a aeronave estava em situação regular, ou não, quem são os responsáveis por ela, além do destino do voo.

Posição da empresa

A assessoria de imprensa da Brasil Vida Táxi Aéreo confirmou que, durante a decolagem, abortada por segurança, um jato da empresa saiu da pista. “O paciente que estava a bordo da aeronave foi levado preventivamente ao Hospital Albert Einstein, de Goiânia, onde passa por avaliação. O paciente foi transportado consciente, sem ferimentos, sem queixas e sem relatos de dor”, diz trecho da nota.

Conforme a nota, uma equipe médica da empresa acompanha o paciente no hospital e mantém contato com os familiares. “A empresa informa que possui todas as certificações e autorizações necessárias válidas junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e que destacou uma nova aeronave para o transporte do paciente. O acidente foi comunicado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos para determinar a causa”, completa.

Últimas notícias