Vídeo: funcionários do metrô no RJ são atacados por ambulantes ilegais

Camelôs impedidos de venderem produtos nos trens do sistema agrediram vigilantes em duas estações da Linha 2, quase simultaneamente

atualizado 13/04/2021 15:23

Rio de Janeiro – Três agentes de segurança do MetrôRio foram agredidos, na madrugada desta terça-feira (13/4). Os funcionários reconheceram todos os agressores como ambulantes que atuam diariamente nos trens do metrô com a venda de mercadoria ilegal.

Os agressores realizaram ataques, quase que simultaneamente, nas estações de Coelho Neto e Irajá, bairros da zona norte e que fazem parte da linha 2 do sistema.

A primeira ação aconteceu por volta da meia-noite, em Coelho Neto. Três homens abordaram o funcionário quando ele fechava a estação. O agente foi agredido com socos e pontapés e ficou com o rosto totalmente lesionado.

Em razão da gravidade das agressões, a vítima permanece internada num hospital particular da zona norte e passará por cirurgia.

Veja as imagens:

Aproximadamente 10 minutos depois, mais oito agressores, com paus e tacos de beisebol, atacaram dois funcionários, na área externa da estação de Irajá.

Um agente, ferido, conseguiu fugir, mas o outro continuou sendo agredido, mesmo desacordado. Os ambulantes ilegais roubaram uma bicicleta e uma bolsa com pertences pessoais.

O caso foi registrado na 27ª DP (Vicente de Carvalho). Em nota, o MetrôRio esclareceu que a venda de produtos dentro das composições é proibida, conforme determinam a Lei Federal nº 6.149/74, Decreto nº 2.522/79 e a Resolução nº 1.264/2017, da Secretaria de Estado de Transportes (Setrans).

“Para cumprimento do que determina a Lei, os agentes de segurança são orientados a retirar os ambulantes do sistema metroviário, de forma pacífica, com o objetivo de manter a ordem no sistema e a qualidade do serviço prestado aos clientes”.

Últimas notícias