Vereadora grava vídeo comparando mulheres de esquerda a cadelas

Representantes dos partidos PSB, MDB e PTB abriram representação por quebra de decoro contra a parlamentar do Republicanos do RS

atualizado 19/10/2022 18:42

Vereadora do Rio Grande do Sul grava vídeo comparando mulheres de esquerda a cadelas. O frame aparece desfocado, apenas com o rosto da parlamentar - Metrópoles Reprodução

Vereadores da Câmara Municipal de Montenegro, no Rio Grande do Sul, abriram representação por quebra de decoro contra a vereadora Camila Carolina de Oliveira (Republicanos) após publicação de vídeo em que a parlamentar compara as mulheres de esquerda a cadelas.

Segundo a denúncia apresentada pelo partidos, foi utilizada a estrutura da Câmara Municipal para a filmagem de propaganda política eleitoral, contendo música com expressões de ódio e preconceito a um determinado grupo da sociedade.

Um trecho da música utilizada pela vereadora afirma que “as de esquerda têm mais pelo que cadela”, se referindo às mulheres que são contrárias à sua ideologia política.

Confira o vídeo completo:

 

Na denúncia, os representantes pedem medida disciplinar contra a vereadora em decorrência do vídeo.

No Facebook, o presidente da Câmara Municipal de Montenegro declarou que não compactua com as declarações da vereadora e que cada parlamentar é responsável pelos seus atos.

Além do pedido de medida disciplinar, uma petição on-line pede a cassação de Camila Carolina. Os denunciantes afirmam que as ofensas utilizadas pela parlamentar extrapolam o limite do debate.

“O repúdio a este ato é pelo vídeo depreciativo em si, mas, também, pelo fato de, ao fazê-lo em um órgão público, ofende a legislação e seus próprios eleitores, demonstrando total desconhecimento de suas obrigações como personagem público”, declarou o texto.

O Metrópoles entrou em contato com a parlamentar, com a Câmara Municipal de Montenegro e com o partido Republicanos, mas não obteve resposta. O espaço segue aberto.

Mais lidas
Últimas notícias