Veja quem pode se vacinar nesta sexta (29/10) em GO, SP, RJ, MG e RS

As capitais vacinam a população idosa e os imunossuprimidos com a D3, como recomendado pelo Ministério da Saúde

atualizado 29/10/2021 7:57

vacina criançaLuis Alvarez/Getty Images

A vacinação contra a Covid-19 continua em ritmo acelerado em algumas capitais nesta sexta-feira (29/10). O Rio de Janeiro, por exemplo, vacina com a primeira dose a população com 12 anos ou mais. A aplicação da segunda dose segue conforme a data estipulada no cartão.

Também será aplicada a dose de reforço para homens com 64 anos ou mais, trabalhadores e profissionais de saúde que tomaram a segunda dose em março e pessoas com alto grau de imunossupressão com 12 anos ou mais.

O intervalo mínimo entre a aplicação da segunda dose ou dose única e a dose de reforço é de três meses para idosos e 28 dias para pessoas com alto grau de imunossupressão.

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar o comprovante da primeira aplicação.

Pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar comprovante de vacinação, documento de identificação e laudo médico digital do Cremerj com data inferior aos últimos 60 dias. Veja os locais.

Minas Gerais

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que a cidade aplicará dose  de reforço em quem tem 89 anos ou mais. Confira os locais.

Para tomar a vacina é necessário levar um dos documentos: o cartão, documento de identidade ou CPF, além de comprovante de residência em Belo Horizonte. Os adolescentes precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Rio Grande do Sul

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vacina com a primeira dose pessoas com 12 anos ou mais.

Também poderão receber a dose de reforço pessoas com 60 anos ou mais vacinadas e profissionais de saúde com a segunda dose até 27 de abril e e imunossuprimidos com esquema vacinal completo até 29 de setembro (28 dias). Veja os locais.

Goiás

Goiânia continua com a aplicação da terceira dose nas pessoas imunossuprimidas acima de 18 anos que tomaram a segunda dose há 28 dias e os idosos com 60 anos ou mais. Também serão atendidos os maiores de 18 anos que ainda não tomaram nenhuma dose.

Além disso, os trabalhadores da saúde que vão receber a D3 – é preciso ter tomado a D2 há mais de seis meses – e os adolescentes de 12 a 17 anos que irão tomar a primeira dose poderão ser atendidos por meio de agendamento realizado pelo aplicativo ou site da prefeitura.

Já as gestantes e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) que precisam receber a primeira e segunda doses – em atraso ou não – podem se dirigir sem necessidade de agendamento ao Centro Municipal de Vacinação (CMV). Veja os locais.

São Paulo

São Paulo continua a imunizar a população de 12 anos ou mais. Os profissionais da saúde com mais de 18 anos e idosos com mais de 60 anos que tenham tomado a segunda dose ou dose única há pelo menos seis meses estão aptos a receber a dose de reforço.

A D3 será aplicada ainda em pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para elas, no entanto, é preciso que a última dose tenha sido tomada há, pelo menos, 28 dias.

Quem pode receber a dose adicional do imunizante deve apresentar documento de identificação, comprovante de vacinação anti-Covid físico ou digital, além de comprovante de endereço do município se as doses anteriores não tiverem sido realizadas na capital.

No caso dos profissionais de saúde, é necessário apresentar comprovante de vínculo empregatício em serviço de saúde do município de São Paulo ou documento do conselho de classe. Também é possível levar comprovantes de profissão, certificado ou diploma. Veja os locais de vacinação.

Mais lidas
Últimas notícias