Vacina 100% brasileira da Covid será enviada a países de baixa renda

Instituto quer atuar para combater à pandemia ao redor do mundo

atualizado 26/03/2021 9:13

O diretor do Instituto Butantan Dimas Covas, em coletiva de imprensa no palácio dos BandeirantesFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta sexta-feira (26/3) que a vacina 100% brasileira contra a Covid-19 produzida pelo órgão também será enviada a países de média e baixa renda.

“Se o mundo rico combate porque tem recursos, os países de média e baixa renda que tem dificuldade para a vacinação poderão combater à pandemia”, afirmou.

A nova vacina usa a mesma tecnologia da vacina da gripe, o que a torna mais barata. A expectativa é de que a partir de maio, o instituto tenha cerca de 40 milhões de doses do composto prontas. A aplicação está prevista para julho.

Nesta sexta, o instituto, que é ligado ao governo paulista, pedirá à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização para iniciar a fase 3 de testes da vacina.

0

Últimas notícias