“Tolete de esterco”, diz Ciro Gomes sobre Eduardo Bolsonaro

O ex-ministro informou que pediu ao PDT para entrar com uma representação no Conselho de Ética da Câmara para cassar o mandato do deputado

Vinícius Santa Rosa/Especial para o MetrópolesVinícius Santa Rosa/Especial para o Metrópoles

atualizado 31/10/2019 17:47

As declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre a possibilidade de se reeditar o Ato Institucional nº 5 (AI-5), dadas durante entrevista à jornalista Lêda Nagle nesta quinta-feira (31/10/2019), provocaram reações também da parte do ex-candidato à Presidência da República Ciro Gomes, que, na sua conta pessoal no Twitter, atacou o filho 03 do presidente: “Tolete de esterco”.

Logo depois, em outro post, Ciro informou que pediu ao PDT para entrar com uma representação no Conselho de Ética da Câmara para cassar o mandato de Eduardo. E bateu novamente no deputado: “Vê aí  na internet, seu merdinha, qual foi o destino do Mussolini e recolhe a tua viola”, escreveu.

Veja:

Governo entreguista
O ex-ministro chegou a dizer que segue exigindo das autoridades que esclareçam o envolvimento da família Bolsonaro com as milícias e com o dinheiro público desviado dos  gabinetes. “[….] Denunciando a venda do país pelo governo mais entreguista e traidor que o Brasil já teve!”.

Últimas notícias