Terras indígenas: Moro prorroga apoio da Força Nacional à Funai

Moro determina a permanência dos agentes até julho. Ministro publicou duas portarias sobre crimes de divisas e intervenção penitenciária

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 15/01/2020 12:18

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, prorrogou a atuação de agentes da Força Nacional em apoio à Fundação Nacional do Índio na retomada e preservação de terras indígenas.

Moro determina a permanência dos agentes até julho deste ano. A força-tarefa atuará em territórios indígenas Apyterewa, no Pará. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (15/01/2020).

“Autorizar a prorrogação do emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Fundação Nacional do Índio nas ações de segurança pública e no processo de desintrusão da Terra Indígena Apyterewa, no estado do Pará, em caráter episódico e planejado, por mais 180 dias”, escreveu Moro.

O ministro publicou outras duas portarias. Uma sobre o emprego da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública em apoio à Polícia Militar do Estado do Tocantins nas ações de combate à criminalidade organizada e crimes de divisas.

Outra sobre a prorrogação do emprego da força-tarefa de Intervenção Penitenciária no estado do Pará. Agora, os agentes ficarão no estado até março deste ano.

Veja as portarias de Sergio Moro:

Últimas notícias