“Temos um psicopata” no governo, diz Doria sobre Bolsonaro

Para o governador de São Paulo, o presidente está se distanciando cada dia mais do segundo turno das eleições de 2022

atualizado 23/07/2021 12:28

João DoriaRafaela Felicciano/Metrópoles

São Paulo – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é um presidente “anormal” e que está “destruindo o Brasil”. A fala foi feita em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Para Doria, “temos um psicopata” no governo federal, “e um psicopata não toma decisões normais, não raciocina com normalidade, não costuma ouvir nem aceitar conselhos, trabalha por instinto, um instinto belicoso, fracionado, criador de problemas”.

“Cada vez que fala gera uma onda contra ele. Bolsonaro é o maior produtor de fatos contra ele. Não estamos diante de um presidente normal, que às vezes erra. Estamos diante de um anormal, que comete sucessivos equívocos. Alguém deve ter dito a ele ‘destrua o Brasil’. E ele está destruindo”, afirmou o governador.

Na entrevista, Doria ainda disse que espera estar no segundo turno da disputa presidencial de 2022 contra o ex-presidente Lula (PT), e não contra Bolsonaro. “A meu ver, a cada dia que passa o presidente Bolsonaro perde um degrau na escada que poderia conduzi-lo ao segundo turno. Ele está se distanciando do segundo turno”, falou.

Para Doria, o ex-presidente Lula “mantém-se equilibrado e numa linha de estabilidade que poderá levá-lo ao segundo turno com outro candidato que não seja Bolsonaro, e esse outro candidato poderá ser exatamente um candidato da ‘melhor via’, que seja capaz de, fortalecido, por exemplo, pelas prévias, no caso do PSDB, dialogar com consistência com outros partidos e trabalhar para um projeto pelo Brasil”.

 

 

Últimas notícias