“Temos que fazer mais”, diz Moro sobre combate à corrupção

O ministro da Justiça e Segurança Pública, porém, citou a Lava Jato, afirmando que poucos países no mundo fizeram o que o Brasil fez

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 29/01/2020 15:41

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comentou, nesta quarta-feira (29/01/2020) o resultado do Brasil nos indicadores da Transparência Internacional que medem a corrupção anual de 180 países ao redor do mundo. O Brasil está em 106º lugar, a pior colocação desde 2012. As informações são do jornal iG.

“Acho que a reação em relação a esse tipo de pesquisa não deve ser de resignação, deve ser ao contrário, nós percebermos que temos de fazer mais, muito mais”, afirmou o ministro.

Moro ainda citou a operação Lava Jato, ponderando que poucos países no mundo fizeram o que o país fez para diminuir o corrompimento da política brasileira.

O ministro da Justiça publicou no Twitter que corrupção é agenda de país, e não apenas de governo. “Um primeiro passo fundamental é retomar a execução da condenação em segunda instância por emenda constitucional ou por lei ou por ambos. Só assim condenados por corrupção podem ser, na prática, punidos”, escreveu.

Últimas notícias