Tecnologia 5G começa a funcionar no Rio e em mais três capitais

Empresas já solicitaram autorização para instalar 723 antenas na capital fluminense, número é quase o triplo do mínimo exigido

atualizado 22/08/2022 9:32

Gustavo Moreno/Metrópoles

Rio de Janeiro – O sinal 5G (standalone) será ativado nesta segunda-feira (22/8) no Rio. Até o momento, a capital fluminense já recebeu quase três vezes o número mínimo de antenas exigido para licenciamento da nova tecnologia. Nesta segunda-feira, também recebem a tecnologia Florianópolis (SC), Palmas (TO) e Vitória (ES).

De acordo com as regras estabelecidas pelo leilão de licenças para o 5G, as empresas devem instalar uma antena a cada 100 mil habitantes no início da operação, o que resultaria 252 para cada uma das três no mercado (Vivo, TIM e Claro). Até o momento, o Rio solicitou 723 licenciamentos para a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), número 287% maior do que o esperado.

Maior velocidade

A nova tecnologia promete ao usuário uma maior velocidade de conexão à internet, menos latência e menor gasto de bateria dos aparelhos. Ao todo, 61 modelos de smartphones são compatíveis com o 5G.

O 5G já foi implementado em outras capitais como: Curitiba (PR), Goiânia (GO), Salvador (BA), São Paulo (SP), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e João Pessoa (PB).

Parabólicas

Famílias inscritas em programas sociais têm até 90 dias para agendar uma instalação do kit gratuito da parabólica 5G, para que não tenha falhas na transmissão.

O agendamento pode ser feito gratuitamente pelo telefone 0800 729 2404 ou pelo site da Siga Antenado.

Mais lidas
Últimas notícias