SP: padrasto e mãe são presos por tortura e assassinato de menina

Vídeo, gravado por testemunha, mostra criança sendo torturada pela mãe, com incentivo do padrasto

atualizado 20/10/2021 13:11

Víde mostra mãe torturando menina no GuarujáReprodução

São Paulo – A mãe e o padrasto de uma menina de 11 anos foram presos pela polícia, pelo assassinato e tortura da criança no Guarujá, no litoral de São Paulo. A vítima foi achada com sinais de espancamento. O homem acabou detido nessa terça (19/10) e a mãe, em 25 de agosto.

 

A Polícia Civil obteve um vídeo, gravado por uma testemunha, que mostra uma sessão de tortura praticada pela mãe, enquanto o padrasto dava incentivo às pancadas.

A menina Clara Regina Pereira Santos foi achada morta pelas irmãs na noite de 24 de agosto. Ela estava jogada em um colchão, coberta por um lençol, na casa da irmã mais velha, no Morro do Engenho, no mesmo terreno onde a menina morava com a mãe e o padrasto.

O casal vai responder na Justiça por tortura e homicídio qualificado, de acordo com a polícia.

Mais lidas
Últimas notícias