“Sociedade não vai aceitar a censura”, afirma cantor Tico Santa Cruz

Em entrevista ao Metrópoles, o vocalista do Detonautas falou sobre a reação do público a músicas críticas ao governo como o hit “Micheque”

atualizado 31/03/2021 11:38

Metrópoles entrevista Tico Santa CruzMetrópoles

Em entrevista ao Metrópoles, o cantor Tico Santa Cruz, vocalista da banda Detonautas, afirmou que o sucesso da música “Micheque” é um “alerta de que a sociedade não vai aceitar censura”. O hit faz alusão aos depósitos de R$ 89 mil reais de Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Michelle registrou boletim de ocorrência contra o Detonautas por injúria, calúnia e difamação, em setembro de 2020. A primeira-dama pediu que a música fosse retirada de todas as plataformas digitais e que a execução da canção fosse proibida em lugares públicos e privados.

“Acabou chamando atenção para a música. Ela [a música] já tinha chegado a um determinado lugar e extrapolou depois que ela [Michelle] foi na delegacia. Acho que serviu de alerta de que a sociedade não vai aceitar censura”, afirmou (confira a partir de 2’50”).

Tico Santa Cruz também comentou a queixa-crime registrada pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contra o youtuber Felipe Neto. “Essa narrativa de ataque e censura já está sendo construída há algum tempo. Acho muito perigoso, do ponto de vista democrático”, disse.

Bia Kicis

Na entrevista, o cantor afirmou que a deputada Bia Kicis (PSL-DF), atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, é uma “delinquente” por incentivar um motim de policias militares contra o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

“Bia Kicis é uma deputada conhecida por divulgar fake news de forma avassaladora. Muito me admira o Arthur Lira [presidente da Câmara dos Deputados] dar a CCJ, que é uma área tão importante do Congresso, para uma deputada que está totalmente ligada a atos antidemocráticos. Eu não consigo compreender como a Bia Kicis ainda tem esse poder, ela é uma delinquente, é uma pessoa que não tem responsabilidade com nada”, disse o cantor (29′).

Nesta terça-feira (30/3), a Comissão de Ética da Câmara recebeu pedidos de cassação da parlamentar e de afastamento da CCJ por quebra de decoro parlamentar. O deputado federal Marcelo Freixo (PSol-RJ) informou, por meio das redes sociais, que acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para que o caso seja incluído no inquérito dos atos antidemocráticos, sob responsabilidade do ministro Alexandre de Moraes.

Quanto a continuidade do governo do presidente Jair Bolsonaro, Tico Santa Cruz afirmou: “Não acho que o impeachment seja o melhor caminho. Mas se for necessário para impedir as barbaridades que estão acontecendo, se o Congresso entender que consegue fazer esse movimento de forma a não prejudicar a pandemia, eu compreendo que o presidente não tem competência para ser um gestor dentro de uma crise como a que estamos vivendo”.

0
Música

Recentemente, a Detonautas relançou, junto com o cantor Gabriel, O Pensador, a música Racismo é Burrice. Segundo Tico, a ideia da canção é acessar o público mais novo, já que o título apresenta o preconceito racial como uma atitude negativa.

“Racismo é uma pauta que está sendo debatida há alguns anos. Eu lembro de quando ele [Gabriel, O Pensador] lançou, em uma época que não se falava de racismo como se fala hoje e resolvi adaptar para podermos dar o suporte que a letra precisava para a atualidade”, explicou (0’20).

Confira a entrevista:

Últimas notícias