Sobrevivente de tiroteio que vitimou neto de sambista tentou matar PMs

Jovem foi um dos baleados na operação policial que matou Gabriel Ribeiro Marcondes, 20 anos, neto de Neguinho da Beija-Flor

atualizado 20/10/2020 8:43

Neguinho da Beija-Flor chora no enterro do netoTV Globo/Reprodução

O único sobrevivente da operação da Polícia Militar do Rio de Janeiro que matou o neto do sambista Neguinho da Beija-Flor, em um baile funk na madrugada de sábado para domingo (18/10), foi autuado por tentativa de homicídio contra policiais e associação para o tráfico.

A ação deixou três mortos, entre eles Gabriel Ribeiro Marcondes, 20 anos, neto do sambista. As informações são do jornal O Globo.

A família de Gabriel disse ao periódico carioca que ele estava trabalhando na armação de tendas quando foi ferido a tiros. Na versão da PM, os militares receberam uma denúncia de baile não autorizado que estaria bloqueando via pública.

A polícia diz ter tentado abordar dois homens em uma moto, que não teriam obedecido a uma ordem de parada. Na perseguição, teriam sido recebidos a tiros por traficantes do Morro da Bacia.

Durante ação, que resultou na morte de três pessoas e deixou um terceiro ferido, a polícia apreendeu uma pistola 9mm, dois revólveres calibre .38, duas granadas, munição, um fuzil falso, rádios de comunicação e drogas. Os militares informaram que os feridos foram levados para o Hospital Geral de Nova Iguaçu.

Últimas notícias