“Só caixão e corpo”: ministro reclama de cobertura sobre Covid-19

Chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos quer que imprensa publique "boas notícias" para "melhorar a moral" da população

atualizado 22/04/2020 19:04

Para o general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo, a imprensa “não está ajudando a combater a questão psíquica do coronavírus”, que já matou 2.906 pessoas no Brasil até o último balanço do Ministério da Saúde.

“Respeitamos a liberdade de imprensa, porém temos observado cobertura maciça de fatos negativos”, disse Ramos, nesta quarta-feira (22/04), em entrevista coletiva no Palácio do Planalto. “Temos pessoas muito suscetíveis a essas notícias negativas. No jornal da manhã é caixão e corpo, na hora do almoço é caixão e corpo, de noite é número de mortos, caixão e corpo“, reclamou ele.

“Como uma senhora de idade, uma pessoa humilde se sente?”, questionou Ramos. “Não estou dizendo que tem que esconder, mas conclamo: tem tanta coisa positiva acontecendo. Vamos começar a divulgar o número de curados, 56% estão curados. E divulguem mais o trabalho maravilhoso dos profissionais de saúde“, concluiu.

Últimas notícias