Coronavírus: servidores da vice-presidência farão trabalho remoto

Entrarão no regime servidores com mais de 60 anos, imunodeficientes ou com doenças crônicas. Portaria foi publicada nesta terça-feira

Michael Melo/Metrópoles

atualizado 07/04/2020 10:19

A vice-Presidência da República liberou os servidores do órgão para trabalharem de casa.

Nesta terça-feira (07/04), uma portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) estabeleceu o regime de trabalho remoto, em caráter “temporário e excepcional”.

A medida é para evitar contágio pelo novo coronavírus, causador da Covid-19.

Os servidores utilizarão a plataforma de processo eletrônico do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), comunicação eletrônica, participação em vídeo ou teleconferências, prestação de informações ou de outras atividades que possam ser realizadas sem a presença física do servidor nas instalações da vice-Presidência da República.

“O servidor deverá permanecer à disposição da Administração para contato telefônico ou eletrônico, conforme a jornada normal de trabalho”, destaca a portaria.

Entrarão no regime servidores com mais de 60 anos, imunodeficientes ou com doenças crônicas, responsáveis pelo cuidado de uma ou mais pessoas com suspeita ou confirmação de diagnóstico de infecção por Covid-19, que realizarem viagens internacionais, que apresentam sintomas gripais e as gestantes ou lactantes.

Também poderão solicitar adesão ao regime de trabalho remoto os servidores e empregados públicos que possuem filhos em idade escolar.

 “O servidor poderá ser convocado para a realização de atividades presenciais, eventuais e limitadas no tempo, conforme necessidade de serviço ou a critério da chefia imediata”, ressalta o texto.

Últimas notícias