Alunos de mestrado e doutorado poderão estagiar no Executivo

Valor da bolsa será ajustado e o número de vagas, reduzido. Estudantes de pós-graduação poderão estagiar

José Cruz/Agência Brasil

atualizado 18/12/2019 13:31

O Ministério da Economia publicou, nessa terça-feira (17/12/2019), a Instrução Normativa nº 213 que estabelece e uniformiza os entendimentos em relação ao estágio de estudantes. A medida amplia as possibilidades no Executivo, incluindo estudantes de pós-graduação.

O valor da bolsa também será atualizado com a correspondente adequação do número de vagas, para que não haja impacto orçamentário. Os processos de seleção e retenção de estagiários pelo Executivo Federal estão sem atualização desde 2008, gerando uma diferença dos valores pagos em outros poderes.

Desta forma, a retenção de estagiários estava prejudicada, gerando falta de interesse, alta rotatividade e dificuldade de continuidade das atividades desempenhadas, assim como o próprio aprendizado dos estudantes.

De acordo com o secretário de Gestão e Desenvolvimento de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, “a medida vai ajudar a trazer novos talentos para a administração pública com a competência necessária e uma remuneração mais justa”.

Lenhart ainda afirma que incorporar mestres, doutores e pós-graduandos ao serviço público é um diferencial enorme na forma como são abordados os problemas atuais da administração pública.

É importante destacar que as despesas de estagiários fazem parte da programação orçamentária discricionária dos órgãos e entidades onde se realiza o estágio.

Últimas notícias