Serasa alerta para golpes durante pandemia de coronavírus

Educadora financeira do Serasa afirma que uma tentativa de fraude é realizada a cada 17 segundos no Brasil

atualizado 31/03/2020 17:58

Criminosos estão se aproveitando da pandemia do novo coronavírus para aplicar novos golpes. Segundo a educadora financeira do Serasa Ensina, Joyce Carla, no Brasil, uma tentativa de fraude é aplicada a cada 17 segundos.

O período de quarentena tem intensificado o surgimento de crimes virtuais. Plataformas como o WhatsApp viraram “armas” na mão de criminosos que querem roubar dados pessoais das vítimas.

“Em tempos de muita informação, nem tudo que compartilham é real. Aquela receita caseira da amiga da sua avó ou algum link com uma cura milagrosa para o vírus tem grandes chances de serem furadas”, explica.

Outra dica importante, segundo ela, é checar as fontes das informações que recebe. “Não compartilhe seus dados. Essa dica parece básica, mas deve ser reforçada em crises como essa. Nunca compartilhe seu RG, CPF, dados bancários e informações de cartão sem necessidade”, diz.

Links para doações

Recursos muito utilizados pelos bandidos durante a pandemia são os links para doações e aplicativos desconhecidos que abordam o tema.

“Circulam na internet links para baixar falsos aplicativos sobre Covid-19. Por meio do aplicativos você pode ver mapas interativos de proliferação da doença e dados estatísticos mundiais. Mas, na verdade, se trata de um malware que criptografa e bloqueia celular, computador e demais dispositivos onde é instalado”, alerta Joyce Carla.

Antes de fornecer dados pessoais, o Serasa pede que os consumidores confirmem a veracidade das informações através do número de verificação de fake news do Ministério da Saúde: (61) 9928-94640.

 

 

Últimas notícias