Secretário da Saúde de São Paulo culpa prefeitura por falta de vacina

Jean Gorinchteyn afirmou que município informou tarde sobre falta de imunizantes na rede de distribuição

atualizado 22/06/2021 12:06

Coletiva do Boletim epidemiológico sobre o novo Coronavírus, realizada no Instituto Butantã 4Rafaela Felicciano/Metrópoles

São Paulo – O secretário da Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, responsabilizou a prefeitura da capital pela falta de vacinas na rede municipal. Em entrevista ao Bom Dia SP, da TV Globo, ele informou que apenas no fim da tarde sua equipe recebeu o aviso da prefeitura sobre a falta de imunizantes.

“Todo o operacional de cada município é de responsabilidade de suas Secretarias Municipais da Saúde. Ontem, fomos avisados por volta das 18 horas que haveria essa paralisação. Já estava no nosso radar, no nosso calendário, fazer a distribuição hoje. É óbvio que, se nós tivéssemos essa informação antecipada, teria sido possível remanejar essa distribuição de forma e caráter especial para o município ainda ontem”, disse Gorinchteyn.

A interrupção da aplicação de vacinas na cidade de São Paulo foi anunciada no início da noite dessa segunda-feira (21/6) pelo secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

A gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB) espera a entrega de 188 mil doses pelo governo estadual nesta terça-feira (22/6) para recompor os estoques que chegaram ao fim.

“A rede municipal de saúde iniciou esta segunda-feira com cerca de 50 mil doses de vacinas contra a Covid-19 em estoque. Às 13h, o estoque médio era de 22 mil doses, por isso, parte das unidades registrou falta temporária do imunizante”, afirmou a administração em nota oficial.

Últimas notícias