O Conselho Regional de Técnicos em Radiologia de São Paulo (CRTR 5ª Região) está sob intervenção federal. A medida foi decretada na terça-feira (14/11), pelo conselho nacional da categoria (Conter), que tenta nesta quinta (16) assumir a administração da seccional paulista. Como o presidente regional afastado, Sinclair Lopes, estaria se recusando a obedecer a deliberação do Conter, a Polícia Federal precisou ser acionada.

Ao decidir pela intervenção federal, o Conter determinou o afastamento imediato de Sinclair Lopes e todo o corpo de conselheiros regionais, pela prática continuada de crimes contra funcionários da instituição, especialmente assédio moral – o que já teria resultado em condenações pela Justiça do Trabalho de São Paulo e em acordos junto ao Ministério Público. De acordo com os primeiros levantamentos da equipe jurídica do conselho nacional, o prejuízo causado por supostas práticas ilícitas cometidas pelo grupo foi estimado em mais de R$ 945 mil.

Durante toda essa quinta-feira, os interventores tentam tomar posse do prédio da regional paulista, mas Sinclair Lopes e os atuais diretores (todos assumiram mandato em 2016) estão dentro do prédio e trancaram os acessos. O Conter tenta garantir um mandado judicial para cumprir a intervenção com o apoio da PF.

“Sinclair Lopes já impetrou sete mandados de segurança contra as decisões do Conter e perdeu todos, absolutamente todos os recursos. Inclusive, a 1ª Vara Federal de São Paulo decretou a indisponibilidade dos bens das pessoas envolvidas nos atos ilícitos para o pagamento dos prejuízos causados ao CRTR/SP”, informou o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia.

Diretoria
Enquanto durar a intervenção, uma diretoria provisória, já nomeada pelo conselho nacional, vai apurar as irregularidades e dar continuidade à prestação de serviços do regional. Esse grupo interino também deve convocar novas eleições para restabelecer a normalidade da situação.

Até a publicação desta matéria, o Metrópoles não tinha conseguido contato com a diretoria afastada do CRTR 5ª Região. (Com informações do Conter)