Ministério da Saúde diz que não chegou hora do fim do isolamento

Servidores do Ministério da Saúde concederam entrevista coletiva na tarde deste sábado sobre o combate à pandemia de coronavírus

atualizado 04/04/2020 19:14

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, disse em entrevista coletiva na tarde deste sábado (04/04) que o órgão está disposto a debater com estados e municípios os melhores momentos para relaxar as medidas de isolamento social em curso no Brasil, como enfrentamento ao coronavírus, mas que esse tempo ainda não chegou.

O Ministério da Saúde está sob pressão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para apoiar sua agenda de reabertura econômica do país e uma das possibilidades é a a flexibilização do isolamento em cidades onde o coronavírus ainda não circula.

“Quem fechou não tem nenhuma crítica do Ministério da Saúde, mas uma variável que podemos ver no futuro é essa: cidades e regiões que tenha transmissão consistente e que não tenham”, disse Gabbardo, que liderou a coletiva na ausência do ministro Luiz Henrique Mandetta, que, neste sábado, resolveu descansar e não falou com os jornalistas.

Para Gabbardo, a reabertura deve ocorrer quando o governo conseguir comprar e distribuir para os estados mais equipamentos de proteção, testes e respiradores.

“O momento de pensar em reabertura será quando estivermos mais fortes”, disse Gabbardo, sem se comprometer com uma data, mas afirmando que três meses mais de isolamento seria o pior cenário imaginado.

Balanço atualizado
O Ministério da Saúde atualizou na tarde deste sábado (04/04) os números da epidemia do coronavírus no Brasil. Segundo a plataforma da pasta, há, no momento, 10.278 casos confirmados da doença e 432 óbitos registrados. A taxa de letalidade é de 4,2%

O balanço anterior, divulgado na tarde de sexta-feira (3), apontava 359 mortes e 9.056 casos confirmados de coronavírus no Brasil.

Foram 1.222 casos confirmados (13% a mais que no dia anterior) e 72 óbitos (20% a mais que o dia anterior).

O DF tem a maior taxa de mortalidade no Brasil: 14,9%.

Veja a apresentação feita pelo Ministério da Saúde neste sábado:

2020_04_04 – Covid – Atualização de Vigilância Epidemiológica – Sábado by Raphael Veleda on Scribd

Últimas notícias