Ministério da Saúde confirma chegada de 4 milhões de vacinas para maio

Governadores do país apelaram à ONU e à OMS para que fossem adiantadas doses da AstraZeneca/Oxford, produzidas na Coreia do Sul

atualizado 17/04/2021 11:35

fachada do ministério da saúdeRafaela Felicciano/Metrópoles

O Ministério da Saúde informou, neste sábado (17/4), ter sido avisado sobre a possibilidade de receber 4 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19, em maio. O aviso, segundo o órgão, foi feito pelos coordenadores do consórcio Covax Facility.

De acordo com a pasta, os imunizantes serão adquiridos por meio do Fundo Rotatório da OPAS/OMS, mecanismo que, há 35 anos, auxilia os países da região ao promover o acesso a vacinas e produtos correlatos.

Em março, o Brasil recebeu o primeiro lote da Covax. Foram entregues pouco mais de 1 milhão de doses da AstraZeneca/Oxford, produzidas na Coreia do Sul pelo laboratório SK Bioscience.

“A Covax é um inédito esforço internacional, do qual o Brasil participa ativamente. Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento e a produção de imunizantes contra a Covid-19, permite o acesso justo e igualitário às vacinas por meio das parcerias com os laboratórios”, destaca a pasta, na nota divulgada.

Em reunião realizada na sexta-feira (16/4) com representantes da ONU e da OMS, todos os governadores do país fizeram um apelo para que fossem adiantadas doses de vacina ao Brasil, ainda neste mês de abril.

Ao fim da reunião, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), coordenador do Fórum Nacional de Governadores, comunicou que será antecipada a remessa de 4 milhões de doses da AstraZeneca.

0

Últimas notícias