metropoles.com

Dezembro teve menor número de mortes por Covid-19 desde março de 2020

Dados podem não corresponder à realidade dos registros, uma vez que os sistemas do Ministério da Saúde com as informações foram hackeados

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
Vacinação
1 de 1 Vacinação - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Brasil registrou no mês de dezembro o menor número de mortes por Covid-19 desde março de 2020, quando ocorreram os primeiros registros de casos no país. Ao todo, segundo informações do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), o país contabilizou 4.329 óbitos em decorrência do novo coronavírus no período.

Vale ressaltar, porém, que os dados podem não corresponder à realidade dos registros, uma vez que os sistemas do Ministério da Saúde com as informações foram hackeados duas vezes.

A invasão criminosa atrapalhou a contabilidade dos casos e mortes pela em decorrência do novo coronavírus no país, em especial no último mês de 2021. Há ainda a chance real de subnotificação de mortes.

Neste sábado (1º/12), por exemplo, cinco estados do Brasil não dilvulgaram dados sobre a pandemia. Com isso, a média móvel registrada despencou a 97.

Segundo o Conass, Mato Grosso, Roraima, Rio Grande do Sul e Tocantins apresentaram problemas técnicos para o acesso aos dados. Já o Distrito Federal decidiu não divulgar os dados relativos à pandemia em fins de semana e feriados desde novembro do ano passado.

Em comparação com verificado há duas semanas, houve variação de -30%, sinalizando desaceleração nos óbitos. Nas últimas 24 horas, foram 49 mortes e 3.986 novos infectados registrados em todo o país.

No total, o Brasil já perdeu 619.105 vidas para a doença e computou 22.291.507 casos de contaminação.

Confira, no gráfico a seguir, o histórico da pandemia no país:

Devido ao tempo de incubação do novo coronavírus, adotou-se a recomendação de especialistas para que a média móvel do dia seja comparada à de duas semanas atrás.

Variações na quantidade de mortes ou de casos de até 15%, para mais ou para menos, não são significativas em relação à evolução da pandemia. Já percentuais acima ou abaixo devem ser encarados como tendência de crescimento ou de queda.

Os cálculos são feitos pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações