Coronavírus: Anvisa cria grupo de emergência para monitorar casos

Com atuação em portos e aeroportos, autoridades de saúde vão acompanhar suspeitas e agilizar a notificação de possíveis doentes

atualizado 28/01/2020 10:40

Anvisa/internet

Após alertas internacionais, autoridades brasileiras criaram um grupo de trabalho para monitorar a circulação e os casos suspeitos de coronavírus no país. Os trabalhos serão coordenados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No mundo, 106 pessoas morreram após contrair o vírus e 4 mil foram infectados.

O decreto com a determinação foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (28/01/2020). A portaria é assinada pelo diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

Entre os integrantes que farão parte do grupo estão gerentes de Controle Sanitário de Produtos e Empresas em Portos, Aeroportos, Fronteiras e Recintos Alfandegados.

“O Grupo de Emergência terá prazo de duração indeterminado, com suas atividades se iniciando a partir da data de publicação desta portaria”, determina o texto.

Reprodução/DOU

Os sintomas da nova gripe chinesa são semelhantes ao de uma pneumonia, como nariz entupido, garganta irritada e febre. Os coronavírus são uma família comum e bem conhecida mundialmente desde a década de 1960.
O novo vírus é uma variação inédita e foi identificado no começo de 2020. A Comissão Nacional de Saúde da China acredita que o novo coronavírus é transmitido pelo contato entre humanos. Provavelmente, o vírus viaja na saliva e sai do corpo pela tosse.
A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SESMG) confirmou, nesta segunda-feira (27/01/2020), que uma jovem de 22 anos foi internada em Belo Horizonte com suspeita de contaminação pelo coronavírus. O Ministério da Saúde já havia descartado outros casos suspeitos.

Mais lidas
Últimas notícias