Roger Abdelmassih é atacado por outro preso em hospital penitenciário

Detento partiu para cima do ex-médico, condenado por 56 estupros, ao saber que ele estava na mesma ala hospitalar

atualizado 23/10/2020 8:22

Brasil, São Paulo, SP, 20/08/2014. O ex-médico Roger Abdelmassih (c), de 70 anos, que foi recapturado na cidade de Assunção, no Paraguai, chega ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista. Ele passa por exames de corpo delito e, depois, deve seguir para o Presídio de Tremembé. Abdelmassih estava foragido desde janeiro de 2011 e foi condenado a 278 anos de prisão pelo estupro de 37 pacientes. - Crédito:SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:171942SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

O ex-médico especializado em reprodução assistida Roger Abdelmassih, condenado a 173 anos de prisão pelo estupro de 56 pacientes, foi atacado por outro detento no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, em São Paulo, nessa quarta-feira (21/10).

O secretário de administração penitenciária, Nivaldo Restivo, disse ao portal G1 que o ataque ocorreu após um preso que teve a irmã estuprada recentemente chegar ao hospital para ser medicado devido a uma fratura no fêmur. Segundo Restivo, quando soube que Abdelmassih estava na mesma ala da unidade de saúde, o homem invadiu o quarto e pulou sobre o ex-médico, condenado por sucessivos estupros.

A Secretaria de Administração Penitenciária informou que ninguém se feriu. Abdelmassih passou por exame de corpo de delito e ficou confirmada a inexistência de lesões.

0

Últimas notícias