Roda Viva: decisão pró-Eduardo Bolsonaro questiona autoria de Chico Buarque

Chico Buarque, que é compositor de Roda Viva, processou Eduardo Bolsonaro por usar, sem autorização, a música em postagem nas redes sociais

atualizado 26/11/2022 20:50

Foto colorida de Chico Buarque, autor de vários sucessos, como a música Roda Viva - Metrópoles Leo Aversa

O cantor e compositor Chico Buarque decidiu recorrer da decisão da juíza Monica Ribeiro Teixeira, que indeferiu uma ação do artista contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). Chico processou o parlamentar por usar sem sua autorização a canção Roda Viva como trilha sonora em postagem numa rede social.

Por ser o autor da canção, o compositor pedia que Eduardo retirasse do ar a publicação que trazia a seguinte legenda: “O Brasil está sob censura. Numa ditadura a 1º a morrer é a liberdade de expressão/imprensa”.

Porém, a juíza substituta do 6º Juizado Especial Cível da Comarca da Capital Lagoa, Monica Ribeiro Teixeira, indeferiu o pedido do compositor argumentando faltar comprovação de que Roda Viva é mesmo de Chico Buarque.

Na decisão, a juíza argumentou sobre a “ausência de documento indispensável à propositura da demanda, qual seja, documento hábil a comprovar os direitos autorais do requerente sobre a canção ‘Roda Viva’”.

O advogado do músico, João Tancredo, recorreu da decisão.

A música Roda viva, segundo dados do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), está entre as 13 músicas mais regravadas de Chico Buarque. A canção tem 67 gravações cadastradas.

Mais lidas
Últimas notícias