Rio tem segundo dia de desfiles na Sapucaí com escolas da Série Ouro

Oito escolas de samba encerram o último dia de apresentações do grupo de acesso no Sambódromo do Rio

atualizado 20/04/2022 21:43

Camarote Arpoador retorna com carnaval fora de época na Sapucaí Luan Durange

Rio de Janeiro — O segundo dia de desfiles do Carnaval 2022 no Sambódromo traz o encerramento da Série Ouro. Nesta quinta (21/4), oito escolas do grupo de acesso da folia carioca passam pela Sapucaí. O grupo especial entra em cena a partir de sexta (22/4).

A Lins Imperial, de Lins, na Zona Norte do Rio, deve iniciar seu desfile às 21h. A escola vai falar sobre o humorista Mussum, que nasceu no mesmo bairro da agremiação.

Entre 21h45 e 21h55, a segunda a pisar na Marquês de Sapucaí é a Inocentes de Belford Roxo. O grupo da Baixada Fluminense vai falar sobre a Noite dos Tambores Silenciosos, uma festa tradicional do Carnaval pernambucano que celebra a ancestralidade negra.

Por volta de 22h30 e 22h50, uma das escolas vistas como berço do samba no Rio entra em cena. A Estácio de Sá levará um enredo já conhecido e falará sobre o Flamengo. A agremiação vizinha do Sambódromo fará uma releitura do enredo do Carnaval de 95, ano em que o rubro-negro comemorou seu centenário.

A Acadêmicos de Santa Cruz deve surgir entre 0h e 0h40. A tradicional escola da Zona Oeste contará a trajetória do ator e diretor Milton Gonçalves. Ele será o rei do grupo.

Depois de 0h, a Unidos de Padre Miguel pisa na Marquês de Sapucaí. Da Zona Oeste do Rio, fala sobre Irôko, o orixá do tempo, do conhecimento e da ancestralidade.

A Acadêmicos de Vigário Geral é a sexta da lista. A agremiação da Zona Norte abordará a Pequena África, região que foi porta de entrada para escravos na cidade do Rio.

Entre 1h30 e 2h30, a Império da Tijuca surge na Marquês de Sapucaí. O grupo do Morro da Formiga vai homenagear a escola de samba Quilombo, criada por Candeia e baluartes do samba, como um símbolo de resistência no Carnaval.

A Império Serrano encerra a Série Ouro. A escola da Serrinha deve entrar entre 2h15 e 2h25. O enredo irá homenagear Manoel Henrique Pereira, o Besouro Mangangá, um capoeirista baiano que entrou para a história do Brasil.

Transportes

Para os quatro dias de desfiles das escolas de samba da Série Ouro e do Grupo Especial, a cidade contará com esquemas especiais de transporte.

O MetrôRio funcionará 24 horas entre esta quarta-feira (20/4) e domingo (24/4). Segundo a concessionária, as estações Central e Praça Onze funcionarão até meia-noite de domingo, e as demais até 23h.

Já os trens da SuperVia irão funcionar de acordo com a grade horária normal, mas terão um reforço nos ramais de Santa Cruz, Japeri e Saracuruna nos dias dos desfiles.

Mais lidas
Últimas notícias