metropoles.com

Rio inicia aplicação da 2ª dose de reforço contra Covid para idosos

Cariocas acima de 80 anos podem receber a quarta dose da vacina a partir desta quinta-feira (24/3). Preferência é pelo imunizante da Pfizer

atualizado

Compartilhar notícia

Aline Massuca/Metrópoles
Rio dá início a vacinação de adolescentes meninas de 13 anos primeira dose e 86 anos ou mais para terceira dose. Local Planetário da Gávea. (5)
1 de 1 Rio dá início a vacinação de adolescentes meninas de 13 anos primeira dose e 86 anos ou mais para terceira dose. Local Planetário da Gávea. (5) - Foto: Aline Massuca/Metrópoles

Rio de Janeiro – Os idosos com mais de 80 anos da cidade do Rio de Janeiro já estão aptos para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19. A partir desta quinta-feira (24/3), o imunizante será aplicado em todos os cariocas que receberam a terceira dose há quatro meses ou mais.

O painel de vacinação da Prefeitura do Rio mostra que 173,4 mil idosos já tomaram a terceira dose. Deste total, ao menos 161,8 mil receberam a dose do imunizante antes de 23 de novembro e estão aptos para a quarta dose do imunizante.

“A recomendação é que todas as pessoas que tenham mais de 80 anos procurem uma unidade de saúde para tomar a segunda dose de reforço. A gente recomenda o intervalo mínimo de quatro meses. Mas todos os idosos que quiserem tomar a quarta dose podem ir às unidades de saúde. Ela vai estar liberada independente do intervalo”, disse o secretário de saúde, Daniel Soranz, à TV Globo.

A quarta dose estava programada para ser disponibilizada a partir de julho na capital fluminense, mas teve o calendário antecipado após a recomendação do governo federal.

0

Segundo os estudos, a diminuição da efetividade das vacinas em idosos, a partir de 3 a 4 meses depois da aplicação, também pode ser explicada pelo envelhecimento natural do sistema imunológico, o que exige uma estratégia diferenciada para a proteção desse grupo.

Pfizer

O Ministério da Saúde recomendou que, preferencialmente, a 2ª dose de reforço seja com a vacina da Pfizer. Além da Pfizer, vacinas com a tecnologia conhecida como “vetor viral” poderão ser aplicadas, como AstraZeneca e Janssen.

Já o imunizante da Coronavac não está entre as opções recomendadas por induzir uma menor produção de anticorpos.

“As vacinas que serão usadas na cidade do Rio de Janeiro serão a Pfizer, a Jansen e a AstraZeneca, sendo que a Jansen e a AstraZeneca estão disponíveis de imediato em todas as unidades de saúde do Rio. Ainda estamos aguardando novas remessas da Pfizer pelo Ministério da Saúde”, disse o secretário

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações