Rio assina adesão ao consórcio para compra de vacinas contra Covid-19

Mais de 100 municípios manifestaram interesse no acordo no primeiro dia (1º/3). Prazo para novas participações vai até sexta-feira (5/3)

atualizado 02/03/2021 15:13

Rio de Janeiro – A cidade do Rio de Janeiro aderiu ao movimento liderado pela Frente Nacional de Prefeitos, que formou um consórcio para a compra de imunizantes contra a Covid-19. Somente nesta segunda-feira (1º/3), primeiro dia para manifestação de interesse, 100 adesões foram formalizadas.

O grupo espera contar com recursos federais além de investimento dos municípios para enfrentar a pressão do aumento de casos. A previsão é que a associação seja constituída, legalmente, até 22 de março para que, depois disso, possa atuar na aquisição de imunizantes. O prazo para manifestação de interesse termina na sexta-feira (5/3).

Rio-adere-ao-consorcio-da-FNP-para-compra-de-vacina contra a covid-19

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, divulgou uma carta com sugestões de medidas urgentes contra o iminente colapso das redes pública e privada de saúde, entre elas um toque de recolher nacional e o fechamento de escolas, bares e praias.

As medidas foram debatidas no encontro da FNP, que contou com a participação virtual de prefeitos de diversas cidades para firmarem o acordo de aquisição do imunizante, como Rio, Recife, Belo Horizonte, Salvador e Aracaju.

A cidade do Rio de Janeiro segue sendo uma das que mais vacinam no país. Ao todo, mais de 360 mil cariocas já foram imunizados contra a Covid-19. Toda a população acima de 80 anos já recebeu a vacina e, com a chegada das novas doses, a expectativa é de que todas as pessoas acima de 70 anos estejam vacinadas até o fim de abril.

 

0

 

 

Últimas notícias