Repórter da Record é denunciado por importunação sexual

O jornalista pode ser condenado a uma pena de até cinco anos de prisão

atualizado 06/08/2020 16:50

RecordTV/Reprodução

O repórter Gerson de Souza, da Record, foi denunciado pelo crime de importunação sexual contra quatro colegas de trabalho do programa Domingo Espetacular. A acusação foi protocolada pela promotora Maria do Carmo Galvão Toscano, do Ministério Público de São Paulo, na última segunda-feira (3/8).

De acordo com o portal Notícias da TV, o jornalista pode ser condenado a uma pena de até cinco anos de prisão. A denúncia é resultado de uma investigação policial aberta em maio de 2019. Segundo 12 mulheres, que trabalharam na emissora, Gerson teria as constrangido com toques físicos e palavras maliciosas. Em um dos episódios, o repórter chegou a surpreender uma produtora com um beijo na boca.

Leia a reportagem completa em BHAZ, parceiro do Metrópoles. 

Últimas notícias