Racionamento de energia no Amapá é prorrogado até 26 de novembro

O prazo é equivalente ao tempo previsto para a chegada de um transformador em Macapá, vindo do sul do estado

atualizado 13/11/2020 14:00

Transformador com mais de 100 toneladas será transportado para MacapáArquivo Pessoal

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou, nesta sexta-feira (13/11), que o racionamento no fornecimento de energia elétrica deve durar mais 13 dias, até pelo menos 26 de novembro. O prazo é equivalente ao tempo previsto para a chegada de um transformador em Macapá, vindo do sul do estado.

O equipamento, que pesa aproximadamente 100 toneladas, vai substituir um dos transformadores danificados no incêndio.

Desde o dia 3 de novembro, o Amapá sofre com um apagão que atingiu o estado por conta de um incêndio que comprometeu os três transformadores da principal subestação de energia. Desde então, 13 dos 16 municípios estão com problemas no fornecimento.

“O racionamento tem uma previsão até o transformador ser colocado na subestação. A gente tem uma previsão por volta do dia 26. Ontem teve problema no transporte, a balsa que levava até lá não estava dimensionada. Temos essa informação via acompanhamento dessa situação”, explicou o diretor-presidente da CEA, Marcos Pereira. As informações são do G1.

Pereira reforçou ainda que a cobertura de energia no estado deve ser elevada antes do dia 26, com a chegada de transformadores termelétricos, abastecidos por combustível.

“A gente trabalha com esse cenário, temos uma previsão de energia adicional de termelétricas contratadas pela Eletronorte, que é um cenário um pouquinho mais curto que esse do dia 26. A gente vai ter um cenário de 8 a 10 dias subindo para pelo menos 90%”, disse.

0

 

Últimas notícias