Quem é Anderson Torres, novo ministro da Justiça e Segurança Pública

O delegado da Polícia Federal chega para ocupar a chefia da pasta com as credenciais de quem possui total confiança de Jair Bolsonaro

atualizado 29/03/2021 21:40

Reprodução/Twitter

Escolhido para ocupar a cadeira de ministro da Justiça e Segurança Pública, o delegado de Polícia Federal Anderson Torres aceitou o convite e deixará o cargo de secretário de segurança do Distrito Federal. Torres chega para ser o chefe da pasta com as credenciais de quem tem total confiança do presidente Jair Bolsonaro e relacionamento próximo com o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

Ao longo de sua carreira, o delegado sempre teve perfil mais de gestor do que operacional.

Titular da Segurança desde que Ibaneis Rocha (MDB) assumiu o Palácio do Buriti, Anderson Torres trabalhou para  intermediar, da melhor maneira possível, os conflitos entre a Polícia Civil (PCDF) e Polícia Militar (PMDF). Nos últimos meses, Torres se aproximou mais da população, cumprindo agendas voltadas para segurança comunitária.

Anderson Torres tem experiência em ciência policial, investigação criminal e inteligência estratégica. Coordenou as principais investigações voltadas ao combate ao crime organizado na Superintendência da Polícia Federal, em Roraima, entre 2003 e 2005. Entre 2007 e 2008, coordenou toda a atividade de inteligência da Polícia Federal na repressão a organizações criminosas de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Teve sob sua responsabilidade a administração da parte técnica e logística da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal e suas congêneres regionais entre 2008 e 2011. Participou também, até 2011, de investigações internacionais em conjunto com os adidos policiais de outros países, radicados no Brasil.

Mais lidas
Últimas notícias