Queiroga estimula vacinação contra pólio e ressalta Zé Gotinha

Em evento no Parque da Cidade, em Brasília, ministro da Saúde ressaltou importância de vacinação infantil e rebateu críticas

atualizado 24/09/2022 11:10

Hugo Barreto/Metrópoles

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou de um ato de vacinação contra a poliomielite, neste sábado (24/9), no Parque da Cidade. Ele argumentou que a gestão da pasta é técnica e vem defendendo a vacinação, rebateu críticas e citou a imagem do Zé Gotinha em campanhas: “Disseram que ele tinha sido sequestrado”.

O evento fez parte das comemorações pelos 32 anos do Sistema Único de Saúde (SUS). Queiroga lembrou a história do programa e a importância para toda a população.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
0

“O SUS incluiu todos os brasileiros em uma perspectiva de saúde universal, integral e gratuita. É um patrimônio do povo brasileiro. Está presente em todos os municípios dessa nação, cuja bandeira tem as cores verde e amarela”, disse.

A ação contou com uma estratégia de conscientização para pais e responsáveis sobre a imunização de crianças de 1 a 4 anos, além da atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

“Temos um grande desafio, que é não permitir que a poliomielite seja reintroduzida no Brasil. […] Hoje, temos a família Zé Gotinha, porque nosso governo defende a vida, a família, nossas crianças. Precisamos que vocês nos ajudem para que possamos trazer os pais, avós, para vacinar pelo menos 95% dessas crianças”, pediu o ministro.

Ele ainda afirmou que não houve atraso na vacinação no país, citando a pandemia de Covid, opinou que a falta de procura por imunizações é um fenômeno mundial, causado também pelas campanhas do “fique em casa”, e lembrou que há hoje 22 imunizações disponíveis no SUS.

Poliomielite

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que pode infectar crianças e adultos. Em casos graves, ela pode gerar paralisia nos membros inferiores. Prorrogada pelo Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação vai até 30 de setembro.

As crianças de 1 a 4 anos deverão tomar uma dose da Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico. Até agora, cerca de 6 milhões de doses foram aplicadas no Brasil. Queiroga estima 55% do público-alvo alcançado.

Distrito Federal

No Distrito Federal, a Campanha de Vacinação contra Poliomielite, realizada entre 8 de agosto e 9 de setembro, aplicou 41.812 doses da vacina oral em crianças de 1 a 4 anos. A secretária de Saúde, Lucilene Queiroz, comentou o cenário atual.

“Temos hoje uma cobertura de 73,5% na poliomielite, mas vamos cumprir nossa meta de 95% das crianças vacinadas. Vamos construir estratégias. Vacina em casa, busca ativa, carro da vacina”, adiantou.

Mais lidas
Últimas notícias