Primeiro jornalista indígena de MT morre vítima da Covid-19

Vítor Aurape Peruare era voz importante para a aldeia indígena Pakuera, em Paranatinga, Cuiabá. Entidades lamentaram sua morte

atualizado 02/06/2021 10:58

Vítor AurapeReprodução/ Facebook

Primeiro jornalista indígena de Mato Grosso, Vítor Aurape Peruare morreu nessa terça-feira (1º/6) vítima da Covid-19. Ele era voz importante para a aldeia indígena Pakuera, a 560 km de Cuiabá.

De acordo com o portal RD News, Vítor passou quatro dias internado em Canarana. Na última quinta-feira (27/5), foi levado, por meio de UTI aérea, para Cuiabá. No entanto, ele não resistiu e morreu.

No Facebook, a página Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Territórios Tradicionais (MESPT) lamentou a morte de Vítor. “Vitor se titulou mestre em Sustentabilidade junto a Povos e Territórios Tradicionais, na primeira turma do MESPT, em 2013, com uma dissertação sobre a sustentabilidade na perspectiva Kûra-Bakairi”, diz um trecho da publicação.

Além disso, Vítor também lutou pelos direitos indígenas e contribuiu para a criação da Federação dos Povos e Organizações Indígenas do Mato Grosso (FEPOIMT), que também lamentou, em nota, o falecimento do jornalista.

Últimas notícias