Prevent Senior assina acordo com MP e promete não distribuir kit Covid

Operadora se comprometeu a não mais prescrever kit Covid-19 para pacientes e a reconhecer ineficácia da cloroquina no tratamento da doença

atualizado 22/10/2021 17:27

Prevent Senior SPFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – A Prevent Senior conseguiu retirar uma cláusula que criaria um conselho gestor para a companhia, também conseguiu alterar prazos para o cumprimento de medidas, mas assinou, por volta das 14h30 desta sexta-feira (22/10), um acordo com o Ministério Público de São Paulo (MPSP).

No documento, a operadora de plano de saúde reconhece a ineficácia de medicamentos como cloroquina, do chamado kit Covid-19. A empresa também se compromete a não mais prescrever esses remédios a pacientes com coronavírus, assim como promete não adulterar mais atestados de óbito.

O acordo foi assinado pelo promotor Arthur Pinto Filho com os sócios da Prevent Senior, Eduardo e Fernando Parrillo. A mudança de prazos para o cumprimento da decisão e a retirada da cláusula que criaria um conselho gestor foram as principais mudanças na minuta do acordo, divulgada na  quinta-feira (14/10).

Pelo acordo assinado, a Prevent Senior se comprometeu também a divulgar comunicados em redes sociais, jornais e portais de circulação nacional nos quais reconhece que não existe, nem nunca existiu, qualquer pesquisa feita pela Prevent Senior que supostamente indicasse a eficácia da cloroquina. A operadora terá de reconhecer nesses comunicados que não havia eficácia demonstrada em estudo algum que fez.

Mais lidas
Últimas notícias