metropoles.com

Preso em operação da PF tem capital social de R$ 136 mi com empresas

Glaidson Acacio dos Santos é dono de empresas em Cabo Frio (RJ) e em Baureri (SP). Ele foi detido pela PF após esquema com bitcoins

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Glaidson Acácio dos Santos
1 de 1 Glaidson Acácio dos Santos - Foto: Reprodução

Rio de Janeiro Preso em operação da PF no Rio de Janeiro, Glaidson Acacio dos Santos é dono de quatro empresas nos estados do RJ e SP. As organizações, duas em Cabo Frio e duas em Barueri, somam juntas um capital social de R$ 136,2 milhões. 

A empresa com maior capital é a G.A.S Consultoria & Tecnologia LTDA, aberta em março de 2015 em Cabo Frio, na Região dos Lagos do RJ. No total, são R$ 75 milhões de capital social.

O suspeito, que é ex-garçom e ficou milionário, é sócio-administrador e tem a própria mulher, a venezuelana Mirelis Yoseline Diaz Zerpa como sócia.

A segunda empresa com maior capital é a GAS Assessoria & Consultoria Digital Eireli. Glaidson abriu o negócio em fevereiro de 2019, também em Cabo Frio, e hoje o capital social é de R$ 60 milhões.

0
Esposa é sócia em outra empresa

Outras duas organizações aparecem tendo Glaidson como sócio: Tronipay Soluções em Pagamentos e Cartão LTDA e a GAS Inovação Tecnologia Artificial LTDA. Ambas foram abertas em junho de 2019, com um dia de diferença, em Barueri, na Grande São Paulo. A primeira empresa tem capital social de R$ 1 milhão, enquanto a segunda consta com R$ 200 mil. 

A esposa do suspeito também é uma das sócias da GAS Inovação Tecnologia Artificial LTDA. Já na empresa Tronipay Soluções, o Krosley Candido dos Santos consta como sócio.

Pirâmides financeiras

Glaidson foi detido nesta quarta-feira (25/08) em operação da PF em uma mansão no Itanhangá, na zona oeste da capital fluminense. Ele prometia lucros de 10% ao mês nos investimentos em criptomoedas, em um esquema de pirâmide financeira.

Na operação, denominada Kryptos, 120 agentes cumprem sete mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Ceará e no Distrito Federal.

Um dos alvos da operação, o suspeito operacionalizava sistema de pirâmides financeiras ou “esquemas de ponzi” com a venda de bitcoin.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações