Praias no Rio só poderão reabrir após vacina contra Covid-19, diz Crivella

A partir deste fim de semana, o Rio de Janeiro inicia a Fase 3 de reabertura do comércio, com restrições aos cariocas

atualizado 09/07/2020 15:18

Antonio Cruz/ABr

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta quinta-feira (9/7) como será a nova fase de flexibilização das atividades econômicas na cidade e disse que só vai reabrir as praias após a criação de uma vacina contra o novo coronavírus. Os banhistas que ignorarem a proibição vão receber multa de R$ 127 por crime de desobediência.

“Nós esperamos que a vacina chegue bem antes disso [do verão]. Esses locais em que não dá para ficar de máscara tendem a ficar para depois da vacina”, afirmou, em coletiva de imprensa. Apesar disso, a prática de atividades esportivas individuais na areia e no calçadão continua permitida.

A medida passa a valer a partir deste fim de semana. Nesta terceira etapa de reabertura do comércio, clientes de bares e restaurantes serão atendidos na mesa e as academias poderão abrir as portas novamente, desde que regras impostas sejam cumpridas. Entre elas,está a obrigatoriedade do uso da máscara.

Segundo Crivella, a volta da circulação de pessoas nas ruas não aumentou o número de infectados por transmissão local. Desde que o comércio foi reaberto, cariocas têm se aglomerado em bares e nas ruas, criando polêmica nas redes sociais. 

Confira o que será permitido no Rio de Janeiro nesta fase 3:

  • Lanchonete, bares e restaurantes seguem funcionando até 23h;
  • Comércio de rua de 11h às 17h, com um terço da capacidade;
  • Shoppings abertos até 22h;
  • Salões de beleza, estética, estúdios de tatuagem e academia;
  • Proibição de aulas de natação;
  • Funcionamento de lotéricas de 8h às 18h;
  • Refeitório das escolas municipais voltam a funcionar, mas aulas seguem suspensas;
  • Feiras de arte e artesanato;
  • Partidas de futebol sem torcida;
  • Praia apenas para práticas esportivas individuais.

Últimas notícias