Porta dos Fundos: Fauzi posta vídeo em que comemora censura. Veja

"O Brasil tem homem, o Brasil tem macho para defender a igreja de cristo e a pátria brasileira", disse o suspeito do ataque

atualizado 09/01/2020 15:16

Reprodução

Acusado de participar do ataque à produtora do Porta dos Fundos, o economista e empresário Eduardo Fauzi, de 41 anos, divulgou um vídeo comemorando a decisão da Justiça do Rio de Janeiro que ordenou a retirada do ar do Especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo. Ele está foragido.

Nas imagens, Fauzi diz que a sentença do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cívil do Tribunal de Justiça do Rio, é “uma vitória do povo brasileiro”. Para ele, a decisão deve ser comemorada.

Veja vídeo:

“Essa vitória é uma vitória de todo povo brasileiro. Eu fico chateado quando vejo padres e pastores dizendo: ‘Eu queria ver se fosse com Maomé, se fosse no Oriente Médio’. O Brasil tem homem, o Brasil tem macho para defender a igreja de Cristo e a pátria brasileira”, afirma o suspeito no vídeo.

O empresário parabeniza ainda a Justiça, a Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, que entrou com o pedido no TJRJ para que o especial do Porta dos Fundos fosse retirado do ar, e a “todo mundo que rezou, que militou, que batalhou”. “A luta continua, mas a vitória é nossa. Muito feliz, muito feliz. Anauê”, finaliza Fauzi.

A decisão do desembargador carioca foi tomada nessa quarta-feira (08/01/2020). O pedido de suspensão feito pelo Centro Dom Bosco havia sido negado em primeira instância pela juíza Adriana Sucena Monteiro Jara Moura. Cabe ainda recorrer da sentença.

Fauzi é considerado foragido da Justiça brasileira. Ele está na lista vermelha da Interpol pela suspeita do crime.

Mais lidas
Últimas notícias