Por mensagem, vítima avisou mulher sobre sequestro na Rio-Niterói

Homem armado faz passageiros de um ônibus reféns na manhã desta terça-feira (20/08/2019)

Reprodução/TV Globo

atualizado 20/08/2019 9:04

A mulher de um dos passageiros do ônibus sequestrado na Ponte Rio-Niterói, na manhã desta terça-feira (20/08/2019), disse que foi avisada da situação pelo próprio marido. Ao ser informada, Eliziane Terra ligou para o 190 a fim de comunicar a polícia sobre o sequestro. As informações são do G1.

“Ele saiu para trabalhar 4h30. Quando foi por volta de 5h26, me mandou uma mensagem dizendo que o ônibus estava sendo sequestrado: ‘Estamos indo para a ponte’. A princípio, eu pensei que era um assalto. Levantei, acordei o meu filho e disse: ‘Seu pai está sendo assaltado’”, contou a mulher.

Segundo Eliziane, o marido continua a visualizar as mensagens que recebe no WhatsApp, mas não responde. “Estou muito nervosa, pedindo para isso acabar. Já tenho informações de que o cara quer colocar fogo no ônibus, a gente lembra de casos que teve no passado e fica muito nervosa e pede a Deus para isso acabar”, destacou.

Entenda
Um homem armado faz passageiros de um ônibus da Viação Galo Branco reféns na ponte Rio-Niterói, na manhã desta terça-feira, de acordo com a Polícia Militar do Rio de Janeiro. A ponte foi totalmente interditada desde as 6h. Agentes da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar, do Batalhão de Operações Policiais Especiais e do Corpo de Bombeiros cercam o veículo, que está parado na pista.

Segundo a PRF, acredita-se que 17 vítimas estavam dentro do coletivo com o sequestrador. As informações são preliminares. Até o momento, seis reféns foram liberados: quatro mulheres e dois homens. Uma dessas mulheres, a última a ser libertada, por volta das 8h20, passou mal e desmaiou ao deixar o ônibus.

Ainda não há detalhes sobre qual seria a motivação do crime. O sequestrador se apresentou como policial militar, mas a PM não confirma essa informação.

Últimas notícias