Witzel queria comprar rádio para aumentar exposição política, diz denúncia

Em trecho de delação premiada do ex-Secretário de Saúde do Rio, Witzel pediu R$ 50 milhões para a transação

atualizado 28/08/2020 14:38

STJ determina afastamento de Wilson Witzel do governo do RioRafaela Felicciano/Metrópoles

O governador Wilson Witzel e seu ex-secretário Lucas Tristão do Carmo, segundo denúncia do Ministério Público, tinham a intenção de comprar a Rádio Tupi para “exponenciar o potencial político da organização criminosa para as futuras eleições”.

De acordo com a denúncia, à qual O São Gonçalo teve acesso, “no dia 14/05/2020, foi apreendido em poder de Mário Peixoto, na sua casa em Angra dos Reis/RJ, … consistente em troca de e-mails entre Alessandro Duarte e representante da Rádio Tupi, onde são tratados exatamente assuntos a respeito de informações para aquisição da Rádio por um “grupo interessado”.

Leia a matéria completa no site O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias