metropoles.com

Vélez reage a Bolsonaro: “Não pretendo entregar o cargo”

O ministro da Educação se manifestou logo depois de o presidente Jair Bolsonaro afirmar que vai resolver a situação da pasta na segunda

atualizado

Compartilhar notícia

Diego Rocha/MEC
ricardo-vélez2
1 de 1 ricardo-vélez2 - Foto: Diego Rocha/MEC

O ministro da Educação, Ricardo Vélez, ao negar que vá entregar o cargo, que a única coisa “insustentável” é a morte. “Insustentável por quê? A única coisa insustentável é a morte”, declarou Vélez, nesta sexta-feira (5/4), diante da insistência de jornalistas após o presidente Jair Bolsonaro indicar que demitirá o ministro na próxima segunda-feira (8).

“Pergunta a quem de direito, a quem falou isso”, respondeu Vélez sobre sua possível demissão. A declaração de Bolsonaro sobre “resolver a situação” do MEC foi divulgada assim que o ministro começava uma palestra no fórum do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em Campos do Jordão (SP). Ele leu um discurso defendo racionalidade na gestão da pasta e, quando questionado sobre “discussões necessárias”, voltou a falar que decisões não podem ser pautadas por ideologia.

Vélez participou de um painel ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP). Após o painel, deixou o auditório do evento para ir ao banheiro e foi abordado por jornalistas. Inicialmente, se recusou a falar e, minutos depois, negou que irá entregar o cargo. A assessoria do evento informou que ele não concederá novas entrevistas.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações