SP: Tarcísio e Haddad têm empate técnico se ligados a Lula e Bolsonaro

O Instituto Paraná Pesquisa mostra, contudo, que o candidato do PT lidera as intenções de voto em cenário sem "padrinhos" políticos

atualizado 02/05/2022 14:13

O pré-candidato ao governo de São Paulo, Fernando Haddad (PT), concede entrevista ao Metrópoles. Ele gesticula, sentado sob fundo cinza - Metrópoles Fabio Vieira/Metrópoles

Levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas aponta vantagem de Fernando Haddad (PT) em relação aos demais candidatos ao governo de São Paulo. O petista, no entanto, empata com Tarcísio Freitas (Republicanos), quando tem o nome vinculado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à Presidência da República pelo PT.

Tarcísio é, por sua vez, o nome apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. O estudo foi divulgado nesta segunda-feira (2/5).

De acordo com a pesquisa, neste cenário em que se considera o apoio político e os respectivos “padrinhos”, Haddad tem 31,6% das intenções de votos e Tarcísio de Freitas tem 30,1% do eleitorado. Trata-se de um empate técnico, uma vez que a margem de erro é de 2,3%.

O candidato de Doria ao Palácio dos Bandeirantes, Ricardo Garcia (PSDB), tem 9,2% dos eleitores do estado, enquanto 22,6% disseram votar branco ou nulo, e 6,5% não responderam.

Para fazer o levantamento, a Paraná Pesquisas realizou entrevistas pessoais, face a face, com eleitores com 16 anos ou mais em 78 municípios entre os dias 24 e 29 de abril de 2022, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20% das entrevistas. O estudo tem um nível de confiança de 90,5% e considera uma amostra de 1.820 eleitores.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

“Desapadrinhados”

A pesquisa estimulada, sem qualquer vínculo entre o candidato e o padrinho político, indica vantagem de Haddad para os demais candidatos. Neste cenário, o petista tem 29,7% dos votos, seguido por Márcio França (PSB) com 18,6%. O ex-ministro da Infraestrutura aparece logo atrás com 15,2% dos eleitores.

Rodrigo Garcia é o quarto candidato de melhor desempenho – 5,6% das intenções de voto. Na sequência, estão Vinicius Poit (Novo) e Felicio Ramuth (PSD), com 1,9% e 1%, respectivamente.

Os candidatos Abraham Weintraub (PMB), Elvis Cezar (PDT) e Altino Junior (PSTU) apresentam números abaixo de 1%. Ainda conforme o levantamento, 19,3% dos entrevistados revelou votar nulo, em branco ou que não votaria em nenhum dos nomes citados pelos pesquisadores, enquanto 7,5% disse não saber ou não respondeu em quem votará.

Mais lidas
Últimas notícias