Sergio Moro sobre Petrobras: “Não tenho nenhum problema em privatizar”

"Se do ponto de vista econômico fizer sentido, se isso gerar eficiência para a economia, a decisão tem que ser tomada", disse o ex-juiz

atualizado 23/11/2021 23:56

O candidato à presidência Sergio Moro concede coletiva no Senado Federal para apoiar o posicionamento do Podemos a favor dos programas de transferência de rendaIgo Estrela/Metrópoles

“Eu não tenho nenhum problema em privatizar a Petrobras. Mas isso tem que ser feito com base em estudo, com base numa forma certa”. A declaração é do ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Sergio Moro, recém-filiado ao Podemos, de olho na eleição à Presidência da República em 2002.

Em entrevista à CNN, na noite desta terça-feira (23/11), o ex-magistrado afirmou: “Se do ponto de vista econômico fizer sentido a privatização da Petrobras, se isso gerar eficiência para a economia, a decisão tem que ser tomada”.

Ao jornalista William Waack, Moro avaliou, no entanto, que a privatização da estatal requer estudos e análises. “Não se pode fazer uma afirmação categórica a esse respeito”, ponderou o pré-candidato. “Mas tem que haver um estudo. Política pública tem que ser baseada em evidências, fatos, ciência. E isso tem faltado, lamentavelmente, nos últimos tempos no Brasil”.

Economia liberal

Na entrevista, Moro se colocou a favor de uma economia liberal e disse que vê o papel do Estado dentro da economia mais limitado, apenas regulador.

“Eu acho que o papel de uma iniciativa privada que busca inonvação, que busque abertura de mercados, é fundamental”, ressaltou. “Agora, qualquer decisão de privtaizar a Petrobras depende de uma análise de como isso vai ser feito”.

O ex-ministro ainda aproveitou para alfinetar o governo do qual fez parte, ao destacar a necessidade de um estudo aprofundado em torno da privatização da Petrobras. “Não adianta privatizar mal feito como o atual governo fez com a Eletrobras”, pontuou.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Mais lidas
Últimas notícias