Senado deve enterrar PL que isenta ICMS sobre armas para policiais

Proposta está na pauta da Comissão de Assuntos Econômicos e recebeu parecer contrário do relator, senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)

atualizado 04/07/2022 15:06

policial militar do DF em estande de tiroPMDF/Divulgação

O Senado Federal deve enterrar o Projeto de Lei Complementar 187/2019, que busca assegurar a isenção de ICMS sobre a aquisição de munições, armas de fogo e acessórios por profissionais de segurança pública. A proposta está na pauta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) desta terça (5/7), mas recebeu parecer contrário do relator, senador Orivisto Guimarães (Podemos-PR).

De autoria do ex-senador Siqueira Campos, a proposta busca ofertar benefícios fiscais especiais para que policiais e agentes de segurança possam comprar armamentos, munições e outros insumos relacionados a sua atividade funcional. A medida, conforme defendido pelo autor do projeto, entraria em vigor logo após a sua respectiva sanção.

Para o relator, apesar de “meritória”, a matéria apresenta “incompatibilidade com o ordenamento jurídico”, uma vez que concessão de incentivos fiscais relativos a tributos estaduais não pode ser regulada por meio de lei da União.

“Cabe destacar que especificamente para o ICMS, nem os estados, nem o DF possuem autonomia ampla para isentar”, avalia.

Ele acrescenta ainda que há risco, com a aprovação da proposta, à autonomia dos estados sob a regulação dos tributos. Sendo assim, o relator recomenda a rejeição e o arquivamento do projeto de lei.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias