Senado aprova crédito de R$ 2,5 bi para compra de vacinas em consórcio

Se não fosse aprovada nesta quarta, a Medida Provisória perderia validade. Agora, a matéria segue para ser promulgada

atualizado 03/03/2021 17:15

Divulgação

Um dia após ser aprovada na Câmara, a Medida Provisória (MP) 1004/20, que libera crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões para o Brasil participar do consórcio Covax Facility, aliança internacional que tem como objetivo acelerar desenvolvimento e fabricação de vacinas contra a Covid-19, também foi aprovada pelo Senado.

A votação ocorreu de forma simbólica até a apresentação do parecer favorável do senador Marcos Rogério (DEM-RO, foto em destaque). A MP estava em vigor desde o dia 24 de setembro, quando foi editada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Com a aprovação do Senado, sem alterações ao texto da Câmara, a matéria vai agora para a promulgação.

Estes recursos destinados ao consórcio podem englobar o custo de compra de vacinas, tributos associados, prêmio de acesso, mitigação de risco e custos operacionais, inclusive por meio de taxa de administração.

Se não fosse votada nesta quarta, a medida perderia a validade.

0

Últimas notícias